Na última quinta-feira (16), por solicitação da Prefeitura Municipal de Cacimba de Dentro, a Presidência da Câmara Municipal de Cacimba de Dentro convocou, em caráter de excepcional interesse público, Sessão Extraordinária para a segunda-feira, dia 20 de abril. Na Pauta da Sessão, previamente e devidamente comunicada a todos os parlamentares, constavam para votação 3 (três) projetos de leis, dentre eles, 2 (dois) relacionados ao enfrentamento a COVID-19. Além de comunicação expressa nominalmente, a Sessão foi amplamente divulgada nas redes sociais.

Na citada Sessão, os Vereadores da base aliada do Prefeito se negaram a votar os mencionados projetos,  mesmo com PARECERES FAVORÁVEIS das Comissões Permanentes legalmente constituídas pela Mesa Diretora da Câmara Municipal (seguem os pareceres no documento abaixo) e a solicitação da Sessão tendo sido realizada pelo Chefe do Poder Executivo do qual fazem parte.

Em momento algum o Presidente da Casa Legislativa se negou em realizar as votações, contanto que fossem realizadas dentro da MAIS ESTRITA LEGALIDADE, ou seja, respeitando as Comissões constituídas de forma legal e com a devida publicidade.

Dessa forma, a Presidência da Câmara restabelece a verdade, informando a sociedade que os vereadores da base aliada ao prefeito não votaram os projetos por contestarem as Comissões, preferindo e assim adiando a votação das matérias que vão de total encontro a necessidade da população, especialmente no momento de enfrentamento da crise ocasionada pela pandemia. A seguir, acompanhe a Nota de Esclarecimento na íntegra, bem como todos os documentos comprobatórios de toda a verdade, sobre a votação e dos atos da Presidência.